72º dia - Mensagem especial #3

Mais duas mensagens inesperadas que me encheram o coração!

"Olá Verónica! Muito provavelmente nem deves ter uma pequena ideia de quem sou, mas estou a adorar o teu blog, estou a adorar a tua experiência e nem estou a passar por ela! Vejo todas as tuas publicações no blogue e no facebook. Partilho a mesma opinião que a tua, não é uma questão de deixar pessoas para trás mas sim de vida, de novas experiências, novas aventuras, e com tudo isso nos tornarmo-nos melhores. Desde que tenho a noção daquilo que quero fazer, do curso que quero tirar tenho esta ideia na cabeça de fazer intercâmbio, viajar pelo mundo, ajudar os outros e marcar o mundo, ou o mundo de alguém, e desde que foste para o Brasil ainda fiquei com mais vontade de fazer intercâmbio, sozinha. As pessoas que nos amam estão sempre connosco onde quer que vamos. Acho-te uma pessoa super corajosa e com um coração enorme."

"Olá Verónica! Desde já desculpa o texto grande, mas acho que vale a pena. Tal como diz a mensagem do teu post no blog do 63º dia no Brasil: "Sei que parece estúpido estares a receber uma mensagem de uma pessoa que nunca privou contigo e que provavelmente só conheces de vista mas já há algum tempo que queria deixar-te umas palavras, mas não sabia bem o que dizer, e hoje decidi tirar um bocadinho para te parabenizar pelo teu blog." Usando agora as minhas palavras, acho muito interessante esta forma que arranjaste de comunicar com aqueles que deixaste em Portugal assim como muitas outras pessoas que sei que têm lido os teus post. Elas provavelmente, tal como eu, não perdem um post porque ao lerem aquilo que escreves imaginam-se na tua pele e fora daquilo que é uma vida monótona e aborrecida. Isso é um dos factores que me faz gostar muito dos teus posts e manter-me a par do que se passa por aí. Já agora deixo-te uma ideia, que secalhar até já tiveste ou te a deram, no fim junta tudo o que escreveste e faz um livro Queria também dizer-te que admiro bastante a coragem que tiveste em encarar esta aventura, uma vez que é o tipo de experiência onde vamos sempre encontrar dificuldades e obstáculos, mas no fundo é isso que faz crescer. E eu vejo que tu sabes isso e encaras isso com sorriso no rosto, concentras-te nas coisas boas e não nas más, o que é raro. Por fim, digo-te que também eu vou estudar para fora mas na Hungria. Ponderei o Brasil, mas um grande objetivo meu para o erasmus é desenvolver o inglês falado e acho que consigo isso melhor ficando na Europa. Obrigado por leres isto, e aproveita o que falta :)"