Penúltima etapa, check!

Terminei na quinta-feira passada o penúltimo estágio do curso, que foi realizado no âmbito da saúde comunitária (Centro de Saúde). Não poderia estar mais feliz e satisfeita com todo o trabalho que desenvolvi, com tudo o que aprendi e, principalmente, pelas amizades que fiz. Tive a honra de trabalhar com uma equipa excelente! Eu e a minha enfermeira tutora para além da relação profissional criámos naturalmente uma relação de amizade, apoiámo-nos uma à outra nas maiores adversidades e nunca houve qualquer desentendimento. Foi o estágio mais longo e aquele que passou mais rápido, quando gostamos daquilo que fazemos o tempo passa a correr! Tenho um gostinho especial pela área da saúde comunitária mas no topo está sem dúvida a emergência.
Já tinha refletido sobre o facto de estar no 4º ano e me sentir ainda muito insegura para começar a trabalhar sem qualquer supervisão. Parece que terminei o secundário há dias e daqui a uns meses já irei entrar no mercado de trabalho... é um choque. A enfermeira conseguiu tranquilizar-me no derradeiro último turno "Na minha opinião estás pronta para começar a trabalhar (...)" e o resto guardo para mim com a lágrima no canto do olho. (E sim, chorei na despedida, e no caminho todo de volta a casa também.)
Já tenho saudades, aliás, ainda à pouco ia programar o despertador para as 7h30 para ir para o local de estágio. Nunca me considerei uma mulher de rotinas, sempre que possível quebro-as, rapidamente me farto. Neste caso estava a gostar do sabor da rotina, sair de casa à mesma hora, ouvir as barbaridades do Rui Unas no Café da Manhã da RFM, cruzar-me sempre naquela estrada com dois Renaults Clio (o vermelho primeiro, depois o branco), passar pela Granja e encontrar aquele senhor a caminhar apressadamente, cruzar-me com o senhor da escola de condução e no exacto momento que entrava na vila da Amareleja passava pela carrinha do pão. Durante 3 meses a ter estes "dejá vus" e nem por um momento me fartei.
Já tenho saudades.