07 junho 2015

97º dia - Carta à minha mãe

No dia que o André voltou para Portugal mandei por ele uma carta à minha mãe. Ora leiam lá:

"Olá mãezinha do meu coração! Se estás a ler esta carta é porque o André chegou bem. Mandei por ele algumas roupas que não visto aqui, ou porque são demasiado quentes ou porque estão sujas e não consigo tirar as nódoas. Boa sorte! Envio-te também a placa e o modelador de cabelo, coisa que nunca usei aqui, ah e a mala da maquilhagem podes colocar em cima da cómoda do quarto. Na verdade mami, escrevo-te para te tranquilizar caso não me vejas chegar ao aeroporto na data prevista. Eu tomei uma decisão muito importante para mim: desisti do curso de enfermagem. Eu vou continuar a viver aqui, tentar arranjar emprego noutra área e estabilizar por aqui. Sabes mãe? Apaixonei-me por um brasileiro lindo de morrer. Ele é muito humilde e boa pessoa. Conheci-o aqui na minha rua, sempre que ia para o hospital deixava-lhe um lanchinho ao lado com todo o cuidado para não o acordar. Ele é divorciado e tem dois filhos que não vê há muitos anos, mas mãe, ele tem um coração gigante, partilha a cama de cartão e o lanchinho com um cão abandonado. Não é querido?? Deixei a casa onde vivia e construímos uma casa de papelão no parque atrás da minha antiga casa. Quando a chuva nos afectar estamos a pensar construir uma de madeira. Não te preocupes com a minha higiene, tomo banho na cachoeira do bairro. Ele já me pediu em casamento, pois descobri que estou grávida!! Estou tão feliz mãe! É mesmo isto que quero para a minha vida, espero que compreendas. Já tatuámos o nome um do outro no peito, no lado do coração com o símbolo do infinito, sei que não gostas de tatuagens mas tenho a certeza que não me vou arrepender. Ah, é uma menina, vou-lhe dar o teu nome, Maria da Soledade! Nós todos os dias vamos para o centro da cidade pedir dinheiro, quando tivermos o suficiente, daqui a uns 20 anos, vamos a Portugal para conheceres a família inteira. Manda um beijinho grande ao pai e ao resto da família. Adoro-vos! 
Estou a gozar, é só para dizer que fiz mesmo uma tatuagem e para veres que há coisas bem piores do que isso. Aguardo-te no aeroporto na data prevista! Tenho saudades tuas. Beijo"

1 comentário: