20 março 2015

21º dia - Mestrado

Hoje quando saí do estágio a professora coordenadora do curso de enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina fez-me uma proposta: inscrever-me no mestrado aqui na universidade com direito a bolsa. Preciso de falar nisto aqui porque de alguma forma deu-me a volta à cabeça, passei o dia a bater com a cabeça nas paredes. Nunca ponderei essa hipótese e de facto é uma grande oportunidade. Queria tirar mestrado só daqui a uns anos, pois em enfermagem na actualidade quase que não compensa, a não ser para nível pessoal. Mas vendo as coisas desta perspectiva agrada-me. Já tive uma conversa com os meus pais e eles deram-me liberdade para decidir, embora tenha pressentido a tristeza da minha mãe. Sinto-me entre a espada e a parede, já tinha planos para quando chegasse a Portugal, já tinha uma cidade escolhida para viver, uns hospitais em vista, casas... E decidir arrancar com as folhas dos planos traçados não é nada fácil mas de qualquer forma agrada-me pois dou por mim a procurar motivos para permanecer em Floripa por mais tempo. Estou rendida. Irei a Portugal receber o diploma e inscrever-me na Ordem dos Enfermeiros, pois não posso perder um dos momentos mais felizes da minha vida, em que receberei finalmente o título de Enfermeira (desde talvez os 8 anos que sonho com isto!). Não sei quando iniciaria o mestrado mas irei pesquisar e tentar saber pormenores. Vai demorar para decidir. Estou entusiasmada, que querem? Sou assim. Há quem prefira ficar deitado à sombra da bananeira à espera que as bananas caiam, eu cá prefiro trepar a árvore e colhê-las.


Sem comentários:

Enviar um comentário